NÍVEIS DE GRAVIDADE DO TRANSTORNO DO ESPECTRO AUTISTA (TEA) NOS PRINCIPAIS MANUAIS DIAGNÓSTICOS.

Comportamento disruptos em crianças com TEA

O primeiro manual diagnóstico que vamos falar é o “Manual Diagnostico e Estatístico de Transtornos Mentais” (DSM-5), publicado pela Associação Americana de Psiquiatria.

Ele é utilizado como um auxiliar na padronização dos diagnósticos de transtornos psiquiátricos em pesquisas.

O DSM-5 deixa explicitado que a gravidade, que é apenas um especificador do diagnóstico, pode variar de acordo com o contexto ou mudar de acordo com o tempo.

Diz também que ela não deve ser usada para determinar a escolha ou a provisão de serviços (tratamento).

O tratamento só́ pode ser definido de forma individual e mediante a discussão de prioridades e de metas com o paciente e os responsáveis.

Mas vamos lá́, o DSM-5 define 3 níveis de gravidade a depender da dificuldade na comunicação social e nos comportamentos restritos e repetitivos.

O Nível 1: exigindo apoio; Nível 2: exigindo apoio substancial; e Nível 3: exigindo apoio muito substancial. Há a possibilidade dos sintomas não chegue nem ao nível 1.

O outro manual diagnóstico mais famoso é a “Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados com a Saúde” (CID), publicado pela Organização Mundial da Saúde. Ela é a classificação usada nos laudos e atestados.

Na CID-11, a gravidade não é explicitada. Na verdade, a CID gera um diagnóstico específico (cada um com seu código próprio) a depender da presença/gravidade tanto de Deficiência Intelectual e/ou prejuízo na linguagem funcional, que seriam comorbidades.

Destaco novamente: a gravidade é algo específico do momento da avaliação, pode variar de acordo com as circunstâncias na vida dele e não determina o tratamento.

Portanto não recomendo utilizar o especificador de gravidade como um adjetivo do seu filho ao falar para outras pessoas, pois pode aumentar o estigma e gerar piora do quadro dele.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *