Hiperfoco

O hiperfoco pode ser definido como uma forma intensa de fixação em um determinado tópico, assunto ou atividade, como por exemplo personagens, livros, filmes , séries, meios de transporte, números, letras, animais…

O Hiperfoco funciona como uma válvula de escape durante a hiperexcitação do cérebro que está sempre ligado em muitos pensamentos numa espécie de compulsão, uma tentativa de organizar seu funcionamento cerebral.

Em pessoas com TEA, o hiperfoco acaba fazendo parte da categoria de padrões comportamentais restritos e repetitivos e está presente nos critérios diagnóstico do transtorno.

Crianças com diagnóstico de TDAH [Transtorno do déficit de atenção com hiperatividade], apesar da extrema dificuldade em concentrar-se, também podem apresentar hiperfoco. 

Há aspectos positivos do HIPERFOCO caso seja estimulado de forma adequada por exemplo, se a criança tem como foco dinossauros, podemos ensinar os numerais solicitando que conte a quantidade deles, ou então, ensinar expressões faciais através de dinossauros com diferentes carinhas que represente as emoções.

Assim, é possível atrelar novas informações aos assuntos prediletos.

O Hiperfoco não deve ser usado como uma forma de deixar a criança “quieta” , isolada, distantes do convívio social , o que devemos estimular é o repertório de interesses a partir do que a criança gosta e proporcionar novas oportunidades com outros temas e atividades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *