Ansiedade e Mulheres: Sintomas do gênero e Fatores Sexistas

Dando continuidade ao tema “Ansiedade”, essa semana falaremos sobre ansiedade nos adultos. Começando pelos fatores que mais afetam as mulheres.

Os principais eventos da vida, como gravidez, maternidade e menopausa, podem criar grandes estresses para algumas mulheres, além de experiências de vida negativas (pobreza, violência doméstica, desemprego).

Algumas das situações que podem contribuir para ansiedade e depressão em mulheres incluem:

  • Cuidar de familiares (pais, avós enfermos)
  • Separação
  • Violência ou abuso
  • Distúrbios alimentares
  • Atração do mesmo sexo
  • Gravidez (pré-natal)
  • Gravidez, ter um bebê e se tornar mãe (perinatal)
  • Menopausa
  • Tensões relacionadas ao trabalho
  • Sobrecarga de Responsabilidade Doméstica

Um inimigo invisível: Atitudes sexistas da família e sociedade

Além das atribuições de responsabilidades domésticas extras, as mulheres também são muitas vezes pressionadas por seus familiares a se comportar de determinadas maneiras e perseguir determinados objetivos.

Sabe aquela história…

(Você começou a namorar) … “Quando vai casar?” …

(Casou)… “Quando vai ter filho?” …

(Teve um filho) …“Quando vem um irmãozinho? “ … 

Ou coisas do tipo “Esse emprego não é para você!” … Ou “Fazendo isso, seu marido sempre vai ganhar mais!”. Este tipo de pressão de pessoas com as quais a mulher tem conexões emocionais muitas vezes são altamente estressante.

E por manter relações positivas com a família e outros significativos é uma fonte de estabilidade e felicidade que está sendo ameaçada.

A ansiedade é um problema muito mais comum nas mulheres do que nos homens.

Embora isso possa ser devido em parte às tradições e expectativas culturais e sociológicas, também é devido aos produtos químicos que compõem nossos corpos e a infinidade de mudanças físicas que ocorrem nos corpos das mulheres e não nos homens.

Porém, é importante ressaltar que, mesmo algo de origem biológica, ainda pode ser administrado. Se sua ansiedade está alterando o ritmo do seu cotidiano, procure uma ajuda profissional.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *